Unboxing: Merchandise Oficial do Epica
em 23 de outubro de 2016
Oi Pessoal
Para compensar a tamanha dor de não ter ido ao Epic Metal Fest, eu comprei algumas coisinhas bem interessante do merchandise oficial do Epica, e o pacote tão esperado chegou na quinta, e vou compartilhá-lo agora com vocês.

Eu comprei os itens ainda na pré-venda, e a entrega estava prevista para 30 de Setembro, porém houve uma mudança no formato do álbum, demorou um pouco mais para chegar, mas por fim tudo chegou na quinta feira.

Os Itens da compra são:
• The Holographic Principle Formato Digipack 2XCDs 
• Camiseta preta, manga curta 100% Algodão Estampa frente e costas 
• Moletom preto c/ estampa frente e costas e bolso canguru e capuz 
• Bandeira The Holographic Principle c/ estampa frente 100% Poliéster
• Adesivo Logo Epica

O álbum na versão Digipack realmente não me agradou muito, pois ele não se encaixa como os outros na minha estante. E como eu sou metódica, eu organizo os CDs cronologicamente, daí assim como o "Endless Forms Most Beautiful Tour Edition", ele teve que ficar num lugar separado. Fora isso, eu também acho esse formato mais vulnerável do que os de acrílico, apesar de dar mais espaço para imagens extras. Eu não vou falar muito álbum agora, vou deixar para expor mais detalhes no review.
E a segunda melhor coisa do pacote é o moletom, e eu novamente errei o tamanho! Ele ficou grande assim como o do Retrospect! E vou ter que pedir a minha mãe para fazer ajustes. E ao contrário do Retrospect, ele é bem quentinho, já que é de algodão. No entanto o ziper não parece ser de boa qualidade, pois está agarrando o que dificulta o fechamento. A do Retrospect, era muito melhor. Outro diferencial do outro moletom, e desta vez positivo, é a estampa. A do Retrospect tem apenas a logo do Epica, enquanto essa do THP, tem a logo na frente e imagem nas costas, bem mais interessante.


Agora temos a bandeira, ela realmente é maravilhosa! Eu quase posso cobrir a minha cama com ela, mas este não seria o lugar perfeito, e para falar a verdade eu ainda não tenho um lugar perfeito para ela, então eu a deixei na porta do meu guarda-roupa até pensar em um bom lugar.
E aqui temos outro erro ridículo. Enquanto o moletom ficou enorme, a camisa ficou muito justa! Sempre quando compro camisa de banda, eu compro tamanho M, pois não gosto nem muito justo, nem muito largo. E usei o mesmo critério nesta vez, mas não deu muito certo. Acho que eu devo ter outra concepção de tamanho M!

E por fim, mas não menos importante, adesivo! Eu pensei que viriam apenas dois, mais vieram três. E eles parecem ser de uma qualidade excelente. Eu sempre tenho problemas com adesivos, pois nunca sei onde coloca-los. Adesivos são para ser mostrados, e eles tem que ser colocados em um lugar "eterno" sabe, não podem ser colados num caderno que você vai descartar na próxima semana, então por hora eles estão guardadinhos!

Agora se você ficou interessado e quer comprar alguns destes itens , basta acessar este link. No entanto, alguns deles já estão esgotados. Boas compras!!!

Top 10 Of Metal: Sabaton
em 12 de outubro de 2016
Hoje eu estou aqui para mais um Top 10, que já fazia um bom tempo que não tinha. Esse Top 10 está muito interessante, por que hoje não vamos falar da banda Sabaton.
Já faz algum tempo que o Sabaton estava na minha mente para ouvir, eu já ouvia falar deles por causa Floor Jansen. Quem acompanha ela nas redes sociais, sabe que ela namora Hannes Dan Vahl o baterista do Sabaton, e que inclusive Floor logo, logo vai ser mamãe! Mas agora, voltando para o Sabaton, foi com essa relação da Floor, que bateu aquela curiosidade de saber mais sobre o Sabaton e conhecer o trabalho dos caras. Eis que em 7 de setembro 2016, aproveitei a folga para enfim ouvir Sabaton pela primeira vez, e devo dizer que as músicas são magnifica e interessantíssimas!

Bem, mas vamos do princípio, pois nem apresentei a banda direto. Sabaton se formou lá em 2005 na Suécia, é uma banda bem novinha, não tem muito tempo de vida, no entanto, já esbanja grande sucesso mundial.
O mais legal, são as letras das suas músicas! Elas falam sobre guerras, lutas e batalhas históricas, além de englobar todo o conceito que tem a ver com guerra, sem refletir a opinião da banda sobre o fato, apenas conta a história como ela realmente aconteceu! Sem dúvida eles são aquele tipo de banda que você pode pegar e esfregar na cara daquele sujeito que gostar de falar que rock e metal falam sobre demônio, violência.... Enfim....Então por fim, vamos a as 10 mais do Sabaton.
Até duas semanas atrás eu tinha certeza que “Into The Fire”, seria favoritíssima e estaria em primeiro lugar, mas tudo mudou depois de ouvir melhor “The Final Solution”. Essa é uma música que fala sobre um assunto bem delicado, o Holocausto. Mas é uma música incrível! Eu acho que todo o conjunto dela, reflete muito bem o assunto, reflete toda tristeza e o sofrimento de milhares de pessoas que viveram aqueles momentos de terror.
Logicamente como “Into The Fire” foi destronada do 1º lugar, ela vem logo abaixo. Fala sobre o uso do Napalm, um composto de líquidos inflamáveis que quando mistura com gasolina se torna pegajoso e incendiário, e que foram utilizados como armamento militar na guerra do Vietnã e outras.


Se você gosta de metal, mas especificamente do Iron Maiden, vai conhecer um pouco sobre a Batalha de Paschendale, no entanto ainda não por uma perspectiva Sabaton! Na verdade em "The Price Of Mile", não fala da batalha em sim, mais de uma tática de guerra que foi utilizada nele, que vem do famoso tratado "A Arte da Guerra" de Sun Tzu.
Em seguida temos "Back In Control". Que me chamou a atenção pelo refrão que diz: "Orders From The Iron Maiden, get the island back!". Daí a ignorante pensou logo: "o que o Iron Maiden vai fazer com uma ilha?” Daí a besta, se lembrou e foi pesquisar, O Iron Maiden não se refere a nossa amada banda de Heavy Metal, mais sim a Primeira Ministra Britânica Margaret Thatcher, que deu origem a nome da banda né!
Além de música sobre guerra, o Sabaton também possui algumas que fazem homenagem ao metal em si, e a minha favorita em "Master Of The World". Ela fala sobre o metal estar desaparecendo e outros estilos estivessem crescendo, mais nem por isso ninguém vai nos derrubar, por somos o Mestres do Mundo!
Vocês vão perceber que o álbum queridinho da mamãe é o "Primo Victoria", com várias músicas dele aqui na lista. Mas acho que as responsáveis por tudo isso aqui é sem dúvida as faixas "Wolfpack" e "Counterstrike".  Eu gosto do refrão de "Counterstrike" que resume muito bem a Guerra do Seis Dias, um conflito armado que opôs Israel a um frente de países árabes, sendo os principais o Egito, Jordânia e Síria. Já "Wolfpack" o nome de uma tática naval de ataque em massas contra os comboios de submarinhos "kriegsmarine" alemãs na batalho do atlântico.
A próxima também trata de um assunto delicado: o ataque nuclear ao Japão durante a Segunda Guerra Mundial, onde as cidades de Hiroshima e Nagasaki foram bombardeadas.
"Saboteurs" é sobre  'Norwegian heavy water sabotage' foi uma série de ações empreendidas por sabotadores noruegueses durante a Segunda Guerra Mundial para evitar que o projeto de energia nuclear alemã de adquirir água pesada (óxido de deutério), o que poderia ter sido usado pelos nazistas para produzir armas nucleares.
E para encerra, "The Nature Of The Warfare" traduz para nós em forma de um belo instrumental, o capítulo 6 - 'Fraqueza e Força', novamente do tratado "A Arte da Guerra".
Sem dúvida, Sabaton vai nos render muitos "Por Trás das Letras", já estou ansiosa por alguns e vocês?
  1. The Final Solution
  2. Into The Fire
  3. The Price Of A Mile
  4. Back In Control
  5. Masters Of The World
  6. Counterstrike
  7. Wolfpack
  8. Nuclear Attack
  9. Saboteurs
  10. The Nature Of Warfare