My Review: Bokura no War Game
em 23 de novembro de 2013
Eu tinha prometido mais detalhes sobre o filme Bokura no War Game, onde temos a batalha com o Digimon Diabomon. Fique tranquilo, vou tentar não contar o filme (rsrsrsrs), apesar de ser um filme "um tanto antigo", pode ser que alguém ainda não tenha visto, assim como eu, que nunca tinha visto até três semanas atrás. Quando estava procurando o filme para baixar fiquei com o pé um pouco atrás, pensando que poderia ser uma coisa totalmente diferente do anime. No geral não muda muita coisa, apenas a história (claro!). Não sei se tem o filme dublado, eu procurei e não consegui encontrar, apenas me deparei com o “compacto” americano, que junta os três primeiros filmes de Digimon, inclusive Bokura no War Game, e que não é grande coisa.  A arte do filme é bem diferente do anime, mais parece um pouco mais realista e viva. Os personagens se mantem com as mesmas características, apesar de ter achado Sora meio chatinha, um pouco diferente da Sora do anime.
SISTEMA OPERACIONAL: WINDOWS 98?
A todo o momento, vemos no filme, coisas “reais,  por exemplo, Digimon não existem de verdade (pelo menos acho que não, mas bem que poderia rsrsrsrs), mais no filme vemos coisas que realmente existem! Reparem no sistema operacional dos computadores. Claramente parece ser um Windows 98 da vida. Eu fiquei impressionada e achei a coisa mais legal do filme! Ver uma coisa “real” no anime, me deixou maravilhada. Por que eu já usei o Windows 98 sei como ele é, e tenho boas lembranças dele! Não só vemos só o Windows 98, mas quando Koushiro esta navegando na web e se depara com o Digitama de Diabomon, também é possível ver o Internet Explorer 6 e o bloco de notas, exatamente como o real. Isso também é um pouco contraditório, se reparem no anime, mas especificamente no episodio , dá pra vê que interface do sistema do laptop do Koushiro não é o mesmo do filme.



Poderia se especular que seja um Linux da vida, mas nem com este se parece, é um interface desconhecida. Outro fato interessante é que quando a coisa começa a ficar séria, Koushiro e Tai correm para outro computador, o do pai de Tai, e daí vem outra coisa legal. Koushiro pergunta a Tai se o computador está ligado á algum telefone e Tai responde que sim num ISDN. Muita coincidência, pois estava exatamente estudando ISDN na faculdade, e isso até me fez fica mais interessada pela matéria (rsrsrsrs). Então, Koushiro me faz lembrar de velhos tempos (talvez não tão velhos assim...rsrsrs) e de como era uma luta entra na internet usando a conexão discada, quando eles se conectam na internet. Claro que com o ISDN era um pouco melhor do que a internet discada, mais a clássica tela de “verificando usuário e senha” é bem parecida.



O MUNDO TODO ACOMPANHA A LUTA
As lutas acontecem na rede às crianças acompanham do computador enquanto seus Digimons lutam dentro da rede. Crianças de todas as partes do mundo estão acompanhando as lutas e inclusive enviam e-mails dando apoio ou até mesmo falando mal. Mas o legal foi o momento da Digi-evolução, até então eu fiquei pensando: como eles não fazer isso dentro do computador? E a resposta é; exatamente como no anime, a Digi-evolução foi e mesma, com direito até a música “Brave Heart” (como era de costume nessa hora) e todos ao redor do mundo puderam assistir a Digi-evolução em seus computadores.



CONEXÃO VIA SATÉLITE
Infermon causa o congestionamento das linhas telefônicas do Japão e consequentemente desconectando as crianças da internet, deixando Koushiro e Tai perplexos! Com isso, Koushiro recorre à outra solução para acessar a internet, um telefone via satélite. Pergunto-me como ele conseguiu isso tão facilmente ¬¬. Ele faz as devidas configurações de IP e número de telefone e pimba! Já estão de volta á ação. Quem me dera ter um telefone via satélite na minha época de internet discada, seria a salvação!


TELA AZUL DA MORTE
Claro não podia faltar um erro clássico do Windows 98! No meio do segundo roud da lutar, Wargreymon e Metal Garurumon agora enfrentam Diabomon (evoluído de Infermon). No meio da luta Tai fica desesperado e dá um tapa no computador que trava na mortal “Tela Azul”. Fazendo Wargreymon também travar e ficar paralisado (isso no meio da luta ¬¬), Koushiro chega e reinicia o PC, e nesse momento é possível ver que o computador tem só 16 MB de memoria (ixi).


QUEM TEM O RELÓGIO?
A coisa começa a ficar séria quando Diabomon que tinha invadido a rede dos EUA aciona um míssil e o local da queda é desconhecido. Ele se multiplica e desafia as crianças a encontrar o relógio para parar o míssil antes que este atinja o seu alvo. Dentre milhas de Diabomon qual estará com o relógio? As crianças recebem e-mails de apoio de todo o mundo, porém estes atrapalham o desempenho de Wargreymon e Metal Garurumon fazendo com que eles se movam mais lentamente. Koushiro utiliza dessa mesma ideia para atrapalhar o Diabomon, encaminhando todos esses emails para Diabomon, fazendo com que ele praticamente trave e assim eles conseguem derrota-lo.



Eu adorei o filme, foi bem legal ver coisas reais no filme e bem,  não ficou exatamente como um Review, foi mais uns comentários de coisa que achei interessante de ver no filme. Diabomon ainda volta para tocar o terror mais uma vez, já com a galera de Digimon Adventure 2, mais este fica para a próxima!
Á Espera de Lançamentos
em 16 de novembro de 2013
Não sei pra vocês mais esse fim de ano vai ser bem caro para mim. Com muitos lançamentos em vista, é hora de prepara o bolso para as compras. Eu não sou muito de compras CD’s e DVDs, acho que hoje em dia praticamente todo mundo é assim. Geralmente eu primeiro baixo, escuto o CD/DVD e depois compro, é como um test-driver do CD’s rsrsrsrs. Com isso pode se contar nos dedos quanto discos originais eu tenho: 2 do After Forever (Exordium e Invisible Circles), 2 do Iron Maiden (Killers e Final Frontier), 2 do Epica (Desgin Your Universe e Requeim For The Indifferent), 2 dos Aeromsith (Draw the Line e Big Ones), 3 do Nigthwish (Wishmaster, Dark Passions Play e Imaginaerium), 1 do Angra (Aqua) e 1 do Guns N’ Roses (Use Your Illusion I). E isso não é só por causa da internet, antigamente os CD’s eram caros, por tanto quase não se compra CD’s, sendo assim, passei um bom tempo ouvindo sempre a mesma coisa, como se tivesse parada no tempo.



Depois de alguns anos com a internet comecei a baixar as músicas, mais isso levava séculos, com a internet discada. Um arquivo levava quase uma hora para baixar e isso era um tanto desanimador. Mas consegui enriquecer minha coleção graças ao meu primo, que tinha uma internet boa e me passou uma quantidade enorme de músicas. Agora eu consigo baixar as músicas tranquilamente, e como agora eu tenho minha própria verba, é mais fácil de adquirir os CD’s. Apesar de agora ter uma internet eu tenho preferido compra os álbuns, até por que é legal ter uma coleção e curtir as preciosidades que tem nos encartes. Aqui em casa, com exceção de mim o povo é meio parado no tempo, se eu não der um empurrãozinho nada sai do lugar. E por isso ainda tenho o costume de gravar alguns CDs, pois meu som é um tanto antigo e não entrada USB e quando não estou no computador tenho que recorrer a ele para escutar músicas, mais isso ei de mudar em breve. Então estou pronta e ansiosa para pôr a mão no bolso e gastar com esses lançamentos.
Dentre os lançamentos esperados, temos um do Epica, o “Retrospect”, que já está na área desde 8 de novembro , quando foi lançado na Europa. Retrospect é o registro do show de comemoração de 10 anos do Epica, gravado em Eindhoven e 23 de Março de 2013, e que também foi transmitido pela internet. Eu já tenho o show que meu amigo conseguiu baixar da internet, mas é claro que o DVD virá muito mais recheado do isso, então com certeza vou compra.
Outro lançamento que está próximo é o novo álbum do Rhapsody Of Fire, “Dark Wings Of Steel”. Eu curiosa para ouvir esse álbum, já que é o primeiro sem Lucas Turilli, então quero ver como fico o som depois de sua partida, apesar de não ter gosta muito dos dois últimos álbuns da banda (The Frozen Tears Of Angels e From The Chaos To Eternity). “Dark Wings Of Steel” está para ser lançado em 22 de Novembro na Europa, já está quase chegando...


Diabomon e o Bug do Milênio
em 10 de novembro de 2013
Todos já devem ter ouvido falar do Bug do milênio ou, também conhecido por (Y=Year “ano” e 2K=2000). Foi um problema previsto de ocorrer nos softwares de computador nos anos 90, principalmente naqueles desenvolvidos em Cobol que usavam abreviação de datas para economizar espaço de memória/armazenamento. Com isso as datas eram representadas com dois dígitos para o ano. Sendo assim o software entendiam que teria o “19” para completar o ano, formando assim “1999”. Então na virada, quando tivéssemos “00” (de 2000), o computador entenderia que estaríamos no ano de “1900”. Isso ocasionaria muitos problemas, principalmente em questões financeiras, como boletos com atrasos de 100 anos com juros altíssimos!


Fonte: wikipédia


Mas afinal o que isso tem a ver com Digimon? Bem... No filme,  Bokura No War Game, o nosso Bug do Milênio, é representado pelo Digimon “Diabomon”. Ele surge na rede devido a vários bugs de diversos computadores no mundo, como um digi-ovo, é identificado por Izzy como sendo um Digimon.
Top 10 Of Metal: Within Temptation
em 3 de novembro de 2013
Estive sumida na semana passada mais estou de volta. Foi uma semana sombria, só aconteceram coisas ruins, tudo saiu errado tinha vontade de sumir e acabei sumindo aqui do blog... rsrsrsrs. Além disso, estou sem o que postar, eu parei um pouco com os animes e agora estou viciada em Rhapsody Of Fire e Séries como vocês devem ter visto em posts anteriores.
Então vamos ao Top 10 de hoje. Eu conheci o Within Temptation juntamente com o Lacuna Coil na coletânea “The Voice In Twilight” com a incrível “Jane Doe” em 2005. Só em 2009 eu consegui baixar a discografia, foi tortuoso baixar na minha decadente internet, mais enfim, hoje tenho toda a discografia. O WT está para lançar um novo álbum, e eu confesso que não estou muito ansiosa, por que já vi que ele será como o antecessor ou até um pouco mais “pior”. Ao meu ver, o WT tem se tornando muito “comercial” e já não faz música como antigamente. Vamos esperar para ver o que está por vir, enquanto isso aproveitamos as 10 mais do WT: