3 de junho de 2016

What I Watched: Arquivo X (4ª Temporada)

Eu mal percebi que já havia chegado ao final de 3º, tudo parecia andar devagar, mas quando percebi já estava no episódio 17. Desta vez, a transição de uma temporada para a outra não foi tão incrível como das vezes anteriores. O assunto no entanto é a perseguição alienígena de Mulder, desta vez com a aparição de sua queria irmã desaparecida. Bem, no episódio anterior um senhor (Jeremiah), curou pessoas que foram baleadas durante um assalto a um restaurante. Com isso desencadeia-se uma perseguição atrás dele. E temos nosso amável fumante em cena novamente causando um colapso na Miss Mulder, o que faz Mulder querer ainda mais Jeremiah. O caçador de recompensa é novamente aquele brutamontes que se parece com Arnold Schwarzenegger (risos).  Ele também é uma entidade que tem o poder de cura, no entanto ele persegue seu "amigo" e Mulder tenta a todo custo manter Jeramiah a salvo para que ele cure sua mãe, no entanto pela cara de depressão e seu relato desesperado quando ele chega ao hospital para ver sua mãe, percebemos que ele não teve sucesso. No fim das contas, a Srª Mulder é curada por Arnold Schwarzenegger... digo, o caçador de recompensas a pedido do nosso amável fumante.

Home
Estou começando a achar que as temporadas pares, tem como os mais assustadores o seu episódio 2! Vou estar preparada quando vier a sexta!  Estamos de volta a vida investigativa em "Home". "Home" tanto representa o palco central do episódio, quanto o nome da cidade local, que até então era pacifica. Aqui vive a família Peacock, que convive dentro de sua casa com sua própria regras sociais. Até que o corpo de um bebê é encontrado próximo a sua casa. Scully percebe que o bebê tem vários e raros defeitos de nascença. A investigação começa a incomodar os irmãos Peacock, depois que Mulder e Scully investigam a casa deles e são observados sem perceber. Então os três estranhos irmãos, decidem que é hora de dar um fim no xerife. Eles matam o xerife e sua esposa, brutalmente, e quando eu digo brutalmente estou falando de golpes com bastão de basebol e muito sangue para tudo quanto é lado. O coitado do Xerife não teve nem chance, já que ele não usava mais a arma, pois acreditava que a cidade era muito "pacifica". Mas creio que isso também não adiantaria nada, pois o próprio Mulder gastou muitas balas atirando contra um dos irmãos Peacock que nem parecia sentir cócega com as balas. Por fim eles consegue eliminar dois dos irmãos, mas um sobrevive e escapa com sua mãe. A família Peacock vivia sob regime de endogamia, que é quando há o acasalamento de indivíduos aparentado, ou seja, a Sra Peacock era mãe e mulher ao mesmo tempo (nojento!)
Eu já me perguntava a algum tempo se não teríamos um episódio sobre vidas passadas. Então entramos “The Field Where I Died”, e Mulder é a nossa reencarnação da vez. Eles estão atrás de um líder de uma seita, e no meio da investida, Mulder começa a perceber que conhece o tal lugar, como se já estivesse estado lá antes. Eles capturam alguns membros da seita e Mulder sente uma forte ligação com uma mulher que tem múltiplas personalidades. Ele se submete a hipnose regressiva, que revela várias de suas vidas passadas, onde Scully também está.

Sanguinarium
Depois de assistir "Sanguinarium", vou evitar parar numa mesa de cirurgia, principalmente se for uma cirurgia estética. É que neste episódio os agentes investigam as estranhas mortes de paciente na mesa de cirurgia. Mulder rapidamente identifica um sinal de que alguém está fazendo bruxaria por ali. Logo as suspeitas caem sobre a pobre enfermeira. No entanto, a coitada só estava tentando proteger pacientes, usando feitiçaria. Porém havia uma magia negra ainda mais forte ali, controlada pelo Dr. Franklyn. Mulder deduz que ele é um mago negro amaldiçoado pelo pecado da vaidade. Para rejuvenescer, ele usa de feitiçaria e sacrifícios humanos. Eu vi na Wikia do The X Files, que este episódio teve muitas reclamações da comunidade Wicca, pois citavam muitos elementos de sua cultura como se fosse de magia negra, que na verdade não é. Eu também fiquei sabendo que um dos sabás, o de Beltane é no dia 30 de Abril, dia seguinte ao meu aniversário!
Agora vamos conhecer Leonard Betts, esse sim é um cara bem estranho. Ele é um enfermeiro que trabalha como socorrista em uma ambulância. A ambulância sofre um acidente, graças a sua parceira distraída ao volante, e sua cabeça é arrancada no acidente. Tudo bem até então. Mas a coisa fica estranha quando seu corpo, foge do necrotério, esquecendo a cabeça para trás. Leonard tem um poder incrível de regeneração, e sua fonte de alimento é ainda pior e mais estranha. Ele sobrevive consumindo restos canceroso de pessoas, ou seja, o câncer é bom para ele e o mantêm vivo. Depois de um tempo, Leonard tenta atacar Scully, ele diz que ela tem “algo que ele precisa”, fazendo com que ela perceba que ela mesma tem câncer.

Synchrony
Depois de Scully ter seu momento de rebeldia em “Never Again” ao fazer uma tatuagem ousada, caímos no espaço-tempo em “Synchrony”. Este era outro tema que eu estava a questionar um episódio, eu adoro o assunto viagens no tempo, e neste episódio ela é um pouco diferente do que estamos acostumados a ver em desenhos e filmes. Aqui temos um idoso que carrega consigo um dispositivo que congela uma pessoa instantaneamente, e ao que parece estar congelado seria uma condição para viajar no tempo. Porém esta tecnologia parece ter fugido do controle e está causando problema lá no futuro. Então esse idoso volta ao passado para eliminar as pessoas que desenvolveram essa tecnologia, incluindo ele mesmo. Contudo não sabemos como ele chega ao passado, apenas a condição: congelado!
E chegamos ao fim com “Gethsemane”, por sinal ser o nome de uma das canções do Nightwish que eu não gosto muito. Tudo é tão confuso, mais estará claro logo! Começamos com Scully identificando o corpo ao que parece ser de Mulder (Mulder morto, como??) e depois ela aparece relatando e desacreditando o trabalho de Mulder, (calma não fiquem chateado com Scully ainda). Até adentrarmos a história verdadeira: Um antropólogo diz ter encontrado congelado resto alienígenas nas montanhas canadenses, e isso é claro desperta o interesse do nosso querido Mulder, mas o etizinho congelado era uma armação para enganar nossos agentes. Mas nem tudo era uma farsa o composto usado para criar o alienígena tão perfeito pode ser a chave para desvendar a doença de Scully. 

Gethsemane
Essa temporada está interessante, com muitos rostos conhecidos. Em "Tempus Fugit" tivemos Joe Spano, conhecido de quem assisti NCIS assim como eu. Em NCIS Joe Spano interpreta o Agente do FBI Fornell, que eu odeio bastante! Também conhecido do NCIS temos Brian Thompson, ele é o cara que chamei de Arnold Schwarzenegger lá no início, em NCIS ele participou de um episódio chamado “The Truth Is Out There”, nome interessante, não! Outro rosto conhecido é John Finn. Se você for fã de Cold Cases como eu, vai se lembrar dele. Em Cold Cases ele é chefe da equipe que investiga casos arquivados no Departamento de Polícia da Filadélfia. Cold Cases é a minha série favorita!
De volta ao episódio, Michael Kritschgau (John Finn), diz que tudo que Mulder tem perseguido é uma mentira, para desviar a atenção do verdadeiro objetivo, e os homens por trás dessa farsa também são os culpados pela doença de Scully. Então regressamos ao início do episódio, onde Scully identifica o homem morto como Mulder....
Continua....

Through Lucy Eyes

Template por Butlariz Modificado por Lusy Oliveira