31 de janeiro de 2016

What I Watched: Power Ranger SPD

Antes de tudo devo me retratar com a série, eu comecei a assisti-la com muita desconfiança devido ao fato de sua antecessora não ter sido lá grande coisa. Entretanto, a série se mostrou ser uma das melhores que já vi.

A série mostra as operações de uma organização (SPD), responsável por combater o crime e proteger a Terra, onde alienígenas e humanos vivem em harmonia. Ou melhor, quase todos. O Imperador Gruumm é o inimigo da vez, e quer dominar a Terra. Mas com o desaparecimento do esquadrão A, resta a Crueger utilizar o esquadrão B para combater o vilão. Inicialmente o esquadrão B é formado por Sky, Syd e Brigde. Durante uma patrulha, eles encontram Jack e Z que roubam coisas para dar aos pobres. Sky e os outros tentam capturá-los, mas no meio da luta são atacados por aliados de Gruumm. Jack e Z acabam ajudando-os na luta e se tornam membros do Esquadrão B.

Logo no início temos um enigma, que estou tentando achar uma explicação até agora para isso. Sky almejava ser o Ranger Vermelho, e fica um pouco decepcionado quando percebe que ele é o Ranger Azul. Isso por que seu pai se foi um Ranger Vermelho, e é claro ele queria manter o legado. Ele mostra uma foto de seu pai com uniforme muito parecido com o dos Power Ranger Time Force. Isso me deixou com a pulga atrás da orelha, tentei achar uma conexão mais nada que faça sentido me ocorre, nem mesmo na internet ainda não consegui achar uma explicação para isso, talvez seja apenas coincidência.
Outra coisa interessante de notar e a pequena Mona, que parece ser quase que um braço direito de Gruumm. Até ai nem o problema, apenas o detalhe dela ser uma criança humana. Isso faz você pensar, “O que uma criança faz andando com um monstro daquele?”. Esse é outro enigma sem resposta.
A série segue a estrutura já conhecida, porém um detalhe importante é que diferente de todas as outras séries, os monstros não crescem, mas controlam um robô gigante.

Não podemos esquecer dos crossovers entre a série atual e a série anterior. Os Dino Ranger são trazidos do passado por um dos capangas de Gruumm. Mas a frente em outro episódio, as coisas se invertem, desta vez os Ranger SPD vão ao passado atrás de Gruumm, lá eles encontram os Dino Ranger que tiveram suas memórias apagadas no episódio anterior. No geral, os Dino Ranger foram muito mal aproveitados em ambos o episódio, talvez os temas de ambas a séries não tenham ajudado um pouco, já que dinossauros e patrulheiro não tem muito haver!
Eu realmente adorei SPD tanto quanto adoro Time Force, ambos têm um tipo de história que eu gosto e que acho que se encaixa bem no contexto Power Ranger. Se contar que bati o recorde e assistir a série toda em 10 dias! Agora sigo em frente para Power Ranger Mystic Force, até lá!!

Through Lucy Eyes

Template por Butlariz Modificado por Lusy Oliveira